churrasco.coz.br / receitas para fazer em um braseiro com fogo alto
churrasco.coz.br / receitas para fazer em um braseiro com fogo alto

Como Fazer Carne de Sol: O Segredo do Sabor no Churrasco!

A carne de sol, com sua origem que remonta aos métodos tradicionais de conservação, oferece uma experiência gastronômica que une o passado e o presente. Continue lendo esta matéria para saber mais sobre como fazer carne de sol.

Por meio de técnicas ancestrais de salga e secagem, os pedaços de carne bovina são transformados em verdadeiras obras-primas da culinária, prontos para serem apreciados no calor da churrasqueira. Seu processo de preparo, que inclui salga e secagem ao sol, confere à carne uma textura única, resultando em uma casquinha crocante por fora e uma suculência inigualável por dentro.

 

Como é que é feita a carne de sol?

A carne de sol é um produto que envolve um processo de preparo artesanal e minucioso, remontando às técnicas tradicionais de conservação da carne antes da refrigeração. O processo começa com a seleção de cortes bovinos de alta qualidade, como a alcatra, maminha ou contrafilé. Esses cortes são primeiramente salgados de maneira generosa com sal grosso, em uma etapa essencial para a preservação e saborização da carne.

Após a salga, os pedaços de carne são cuidadosamente dispostos em uma área ventilada e ensolarada para passarem por um processo de secagem. A exposição ao sol desidrata a carne, ajudando a remover parte da umidade e preservando-a por mais tempo. Essa etapa também é fundamental para o desenvolvimento de uma textura firme por fora e suculenta por dentro, características marcantes desta iguaria.

Após o período de secagem está pronta para ser preparada. Grelhada na churrasqueira ou frita na frigideira, a carne passa por uma cocção que confere um exterior crocante e dourado, enquanto mantém sua maciez e sabor interno. O resultado é uma iguaria irresistível que celebra tradição, sabor e a arte de preparar carne de maneira única e autêntica.

Qual é a diferença entre carne seca e carne de sol?

São duas iguarias típicas da culinária brasileira que muitas vezes geram confusão devido às suas semelhanças, mas apresentam algumas diferenças marcantes em seus processos de preparo e sabor. Ambas têm raízes históricas no Nordeste do Brasil, onde as técnicas de conservação de carne eram essenciais em uma época sem refrigeração.

A principal diferença entre carne seca e carne de sol está no processo de salga e secagem. Enquanto passa por um processo de secagem mais curto, geralmente de um a dois dias, a carne seca é submetida a um período de secagem mais prolongado, chegando a até duas semanas. Isso resulta em uma carne seca mais desidratada e salgada em comparação com a carne de sol, que retém um pouco mais de umidade e suculência.

Além disso, a carne seca tradicionalmente passa por um processo de desfiamento, tornando-a em fios finos antes de ser utilizada em pratos como a famosa “carne de sol com abóbora” e outros pratos da culinária regional. Por outro lado,  geralmente é preparada em pedaços maiores e mais espessos, sendo grelhada ou frita até ficar dourada por fora e suculenta por dentro. Enquanto ambas as carnes são ricas em sabor e têm um toque salgado, suas diferentes texturas e métodos de preparo proporcionam experiências distintas à mesa.

Que tipo de carne se usa para fazer carne de sol?

Para fazer tradicionalmente são utilizados cortes de carne bovina, especialmente aqueles provenientes de regiões menos gordurosas e mais magras. Entre os cortes mais populares estão a alcatra, a maminha e o contrafilé. Esses cortes são escolhidos devido à sua textura e sabor, que permitem a combinação perfeita de suculência e firmeza após passar pelo processo de salga e secagem.

A qualidade da carne escolhida é essencial para garantir um resultado saboroso e satisfatório. A carne bovina deve estar fresca e sem qualquer sinal de deterioração para garantir a segurança alimentar e o sabor autêntico da carne de sol. A seleção adequada dos cortes influenciará diretamente na textura, sabor e experiência sensorial da carne preparada.

Ao longo dos anos, variações e adaptações da surgiram, permitindo que outros tipos de carne, como a de porco e de frango, também sejam utilizados para criar pratos saborosos. No entanto, o uso tradicional de cortes bovinos ainda prevalece na maioria das preparações, preservando a autenticidade e o sabor característico que essa iguaria oferece.

Qual a parte do boi que é feito a carne de sol?

A carne de sol é tradicionalmente preparada a partir de cortes bovinos específicos, que proporcionam a textura e o sabor característicos desse prato tão apreciado na culinária brasileira. Entre as partes do boi mais utilizadas para fazer estão a alcatra, a maminha e o contrafilé. Essas partes são escolhidas por sua carne mais magra, com menos gordura intramuscular, o que contribui para a obtenção de um resultado suculento e saboroso.

Tipos de carne para a preparação

A alcatra, localizada na parte traseira do boi, é uma das escolhas populares. Seu corte tende a ser mais macio e menos fibroso, resultando em uma textura mais delicada após o processo de salga e secagem. A maminha, também localizada na parte traseira, é outra opção comum devido à sua maciez e sabor acentuado, que se destacam após o preparo da carne de sol.

O contrafilé, encontrado na parte superior das costas do boi, é conhecido por seu equilíbrio entre carne magra e pequenas quantidades de gordura marmorizada. Essa combinação oferece uma carne de sol que une a suculência da gordura com a firmeza característica desse prato. A escolha da parte do boi para fazer a carne de sol é essencial para garantir uma experiência gastronômica autêntica e satisfatória, combinando sabor, textura e tradição em cada mordida.
como fazer carne de sol

Como curtir a carne de sol?

A etapa de curtimento é uma das fases essenciais no processo de preparo dessa iguaria, contribuindo para a sua preservação e saborização. O curtimento envolve a aplicação generosa de sal grosso em toda a superfície da carne. Esse sal é responsável por retirar parte da umidade da carne, ajudando a conservá-la por mais tempo e também a intensificar o sabor.

Para curtir a carne de sol de maneira tradicional, os pedaços de carne são cuidadosamente esfregados com o sal grosso, cobrindo todas as partes da superfície.

Essa etapa é geralmente feita manualmente, garantindo que o sal seja distribuído de maneira uniforme e que a carne seja devidamente preparada para a próxima fase do processo.

Depois de curtida, a carne é lavada para retirar o excesso de sal antes de ser deixada para secar ao sol ou vento, permitindo que a umidade se evapore e a carne adquira a textura característica.

O processo de curtimento é crucial para garantir não apenas a preservação da carne, mas também para acentuar seu sabor característico. A combinação entre o sal, a secagem e o posterior preparo na churrasqueira ou frigideira resulta em uma carne de sol que encanta os paladares com sua crocância por fora e suculência por dentro. O processo de curtimento é uma das etapas que conferem à carne de sol sua identidade única e sabor inconfundível.

Quanto tempo a carne de sol pode ficar na geladeira?

A carne de sol é uma iguaria tradicionalmente preparada por meio de técnicas de salga e secagem que conferem a ela sua textura e sabor únicos. Devido a esse processo, a carne de sol possui uma maior capacidade de conservação em comparação com cortes frescos. Quando devidamente preparada e armazenada, a carne de sol pode ser mantida na geladeira por um período de aproximadamente 5 a 7 dias.

É importante lembrar que, mesmo com sua capacidade de conservação estendida, a carne de sol ainda é um produto fresco e perecível. Portanto, recomenda-se armazená-la em temperaturas abaixo de 4°C (39°F) para evitar o crescimento de bactérias e a deterioração do alimento. O uso de recipientes herméticos ou embalagem a vácuo também pode ajudar a prolongar a vida útil da carne de sol na geladeira.

Concluindo

Para obter o melhor sabor e qualidade, é aconselhável consumir a carne de sol o mais rápido possível após sua compra ou preparo. Se a intenção for armazenar por um período mais longo, a opção mais adequada é congelar, o que pode estender sua vida útil por meses, mantendo suas características originais. Sempre que for armazenar, é fundamental seguir boas práticas de higiene e conservação para garantir uma experiência gastronômica segura e deliciosa.

Receita de Carne de Sol

Carne de Sol

Uma receita de carne sol para se preparar em seu churrasco
Tempo de preparação20 minutos
Tempo de Preparo2 dias
Tempo total2 dias 20 minutos
Curso: Main Course
Cozinha: Brasileira
Porções: 5
Calorias: 300kcal
Custo: 90

Equipamento

  • Faca afiada
  • Tábua de corte
  • Bacia grande
  • Peneira
  • Panela grande
  • Frigideira
  • Papel toalha

Ingredientes

  • 1 kg de carne de sol (geralmente de carne de boi, como alcatra, maminha ou contrafilé)
  • 2 colheres de sopa de sal grosso
  • Água suficiente para cobrir a carne
  • 2 dentes de alho picados
  • Pimenta-do-reino a gosto (opcional)
  • 2 colheres de sopa de manteiga de garrafa (ou manteiga comum)
  • Óleo vegetal para fritar

Instruções

Passo 1: Preparação da carne

  • Comece cortando a carne em pedaços do tamanho desejado. Alguns preferem em tiras, outros em cubos. Use uma faca afiada para fazer isso.

Passo 2: Dessalgar a carne

  • Em uma bacia grande, coloque os pedaços de carne.
  • Cubra a carne com água e adicione as 2 colheres de sopa de sal grosso. Mexa bem para garantir que o sal se distribua uniformemente.
  • Deixe a carne de molho na água salgada por 24 a 48 horas na geladeira. Troque a água a cada 6 horas para ajudar a dessalgar a carne. Isso é importante para remover o excesso de sal.

Passo 3: Preparo da carne para cozimento

  • Após a dessalga, retire a carne da água e lave bem sob água corrente para remover o sal restante.
  • Escorra a carne em uma peneira para remover o excesso de água.

Passo 4: Temperar a carne

  • Tempere com alho picado e pimenta-do-reino a gosto, se desejar. Esfregue bem os temperos na carne.

Passo 5: Fritar a carne

  • Em uma panela grande, aqueça uma quantidade suficiente de óleo vegetal para cobrir os pedaços de carne.
  • Quando o óleo estiver bem quente, adicione a carne temperada.
  • Frite a carne até que fique dourada e crocante por fora, cerca de 5 minutos de cada lado, dependendo do tamanho dos pedaços. Use uma escumadeira para virar os pedaços de carne com cuidado.
  • Retire a carne da frigideira e coloque-a sobre papel toalha para remover o excesso de óleo.

Passo 6: Finalização

  • Sirva seu prato quente, regada com manteiga de garrafa por cima. A manteiga de garrafa é tradicional, mas você pode substituí-la por manteiga comum, se preferir.

Nutrição

Porções: 1g | Calorias: 300kcal | Carboidratos: 1.5g | Proteína: 45g | Gordura: 15g | Gordura saturada: 6g | Fibra: 1.5g | Açúcar: 1.5g

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recipe Rating